Israel fecha quatro ONGs palestinas na Cisjordânia por financiar o Hamas

Ramala - O Exército israelense fechou hoje os escritórios de quatro ONGs palestinas na cidade de Nablus, na Cisjordânia, ao entender que estas pertencem à infra-estrutura do movimento islamita Hamas, informaram fontes humanitárias e de segurança palestinas.

EFE |

Os militares confiscaram computadores e dinheiro das quatro ONGs: a Caridade dos Órfãos, o Clube Solidário de Caridade, a Escola Islâmica para Meninas de Rafedia e o Dispensário Médico de At-Tadamun, situado na mesquita de Rawda.

EFE/Abed al Hafiz Hashlamoun
Soldados patrulham fronteira com a Palestina

 O diretor da At-Tadamun, o doutor Hafiz Asder, declarou para a imprensa que todos os meios do dispensário foram destruídos pelos soldados, que levaram o dinheiro que havia na caixa registradora, cerca de US$ 5.000.

O doutor Asder negou a acusação de que a clínica pertença ao movimento islamita, declarado em Israel grupo terrorista, e assegurou que o dispensário foi fundado em 1977, muito antes de existir o Hamas.

Uma porta-voz do Exército israelense confirmou à Efe que "esta noite aconteceu uma operação em Nablus", embora, por enquanto, não tenha dado mais detalhes sobre a mesma.

As forças israelenses também entraram ontem à noite na direção do Ministério de Doações em Nablus, afirmou a agência de notícias palestina independente "Ma'an".

O Exército israelense realizou operações deste tipo este ano em cidades como Kalkilia e Ramala, mas pensa expandi-las para outras regiões da Cisjordânia, para acabar com as fontes de financiamento do Hamas neste território, assegura hoje o jornal "Ha'aretz".

Leia mais sobre: Israel - Palestina

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG