Israel fecha pontos de passagem com Gaza após disparo de morteiro

Israel fechou novamente nesta terça-feira seus postos de passagem com a Faixa de Gaza, controlada pelo movimento islâmico Hamas, no dia seguinte a um disparo de morteiro palestino que violou uma frágil trégua instaurada há menos de três semanas, anunciou o Exército.

AFP |

É a quarta vez que Israel fecha os postos de passagem com Gaza por causa dos disparos de projéteis palestinos a partir desse território.

A medida, que impede o envio de produtos de necessidades básicas para os moradores de Gaza, foi tomada pelo ministro da Defesa israelense Ehud Barak, indicou um porta-voz militar.

O Exército israelense informou na segunda-feira que um morteiro lançado a partir da Faixa de Gaza foi interceptado no sul de Israel, sem deixar vítimas nem danos materiais.

Os palestinos dispararam em várias ocasiões foguetes ou obuses de morteiro contra o sul de Israel, apesar da entrada em vigor de uma trégua no dia 19 de junho. Depois dessa data, apesar disso, a violência diminuiu consideravelmente.

Autoridades palestinas e da ONU acusaram o Exército israelense de disparar contra objetivos na Faixa de Gaza após o início da trégua. Os militares israelenses asseguram, por sua vez, que se tratava apenas de disparos de advertência.

O movimento islâmico palestino Hamas, que tomou o controle de Gaza em junho de 2007, afirma que seus combatentes respeitam a trégua e prendem aqueles que tentam desrespeitá-la.

rb-pa/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG