Jerusalém, 28 jan (EFE).- Israel declarou dois diplomatas que a Venezuela tinha credenciado no território sob seu controle como personae non gratae e deu o prazo de até a próxima quinta para que abandonem seus postos, informou hoje à Agência Efe uma funcionária israelense.

Dorit Shavit, diretora geral adjunta para a América Latina no Ministério de Relações Exteriores, explicou que na última segunda entregou aos dois diplomatas as cartas pelas quais são declarados personae non gratae após a ruptura de relações entre Israel e Venezuela decidida pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez. EFE elb/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.