Israel expulsa de Jerusalém imame da Mesquita de Al-Aqsa

Jerusalém, 9 jul (EFE).- O imame da Mesquita de Al-Aqsa, o xeque Ali Absi, foi expulso de Jerusalém por forças do Exército israelense, informaram à Agência Efe fontes das autoridades islâmicas palestinas.

EFE |

"O imame Absi estava dentro da Esplanada das Mesquitas quando foi detido por soldados do Exército israelense", informou à Efe Yousef al-Natsha, diretor de Turismo do Waqf (autoridade islâmica).

As forças israelenses que praticaram a detenção "argumentaram que Absi não tem permissão para estar em Jerusalém, apesar de ter sido o imame em Al-Aqsa durante os últimos cinco anos", acrescentou Natsha.

Ahmad Roedi, encarregado de Assuntos de Jerusalém no escritório do primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP) em Ramala, disse à Efe que a detenção ocorreu depois que o clérigo islâmico pronunciou nas rezas das 5h "um sermão provocativo" contra Israel.

Absi foi transportado em um veículo militar até o posto de controle de Hizma, próximo ao assentamento de Pisgat Ze'ev, ao nordeste de Jerusalém, disse Roedi.

Segundo ele, as forças de segurança advertiram o clérigo que não tem permissão para retornar a Jerusalém.

Consultada pela Efe, o escritório de informação do Exército israelense não pôde, por enquanto, confirmar nem negar esta informação. EFE aca-nm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG