Israel experimenta ecstasy para tratar soldados com traumas de guerra

Israel começou a experimentar ecstasy para tratar os traumatismos vinculados à guerra, informou nesta sexta-feira o jornal israelense Maariv.

AFP |

Uma equipe de médicos da clínica psiquiátrica de Beer-Yakov, no sul de Tel Aviv, está utilizando a molécula MDMA, que figura entre os componentes do ecstasy.

Os especialistas estão convencidos de que a psicoterapia é fundamental para curar esse tipo de traumatismo, mas acham que o ecstasy pode ser útil para tratamentos complementares.

Segundo o jornal, os especialistas defendem que seus efeitos opostos, excitantes e calmantes, podem permitir ao paciente não apenas controlar seu trama, como também superá-lo.

Se o resultado das experiências for positivo, poderão ser desenvolvidos novos métodos para tratar pessoas que sofrem de sintomas pós-traumáticos devido a sua experiência em combate.

Em Israel, 499 soldados reservistas sofrem desse tipo de mal desde a guerra que opôs o Estado hebreu ao Hezbollah xiita libanês entre julho e agosto de 2006, segundo o jornal.


    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG