Israel exclui opção de ataque por terra à Faixa de Gaza, diz Itália

Roma, 30 dez (EFE).- O ministro de Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, afirmou hoje que tanto o presidente israelense Shimon Peres como sua colega Tzipi Livni lhe garantem que excluem um ataque por terra à Faixa de Gaza.

EFE |

Frattini afirmou hoje durante um comparecimento ante a comissão parlamentar de Relações Exteriores que nas conversas mantidas por ele e pelo presidente da República italiana, Giorgio Napolitano, as autoridades israelenses lhes confirmaram que "não têm intenção de atacar a Faixa de Gaza por terra".

Segundo o ministro, Israel exclui a incursão, pois "comportaria ocupar de novo a Faixa de Gaza" e, sobretudo, "pelas conseqüências ainda mais trágicas em termos de vidas humanas".

Por outro lado, Frattini defendeu "o direito à (própria) defesa" de Israel, já que "não podia aceitar continuar aceitando o lançamento de mísseis" do Hamas sobre seu território.

O chefe da diplomacia italiana disse que na cúpula de hoje dos ministros das Relações Exteriores da União Européia, onde ele não participará, não serão tomadas decisões e afirmou que a única solução para deter o conflito é uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A resolução, segundo Frattini, tem que se concentrar em quatro pontos: "pedir o imediato cessar-fogo, que retomem as ajudas humanitárias, a criação de um mecanismo de observadores internacionais e o uso de pessoal da Política Européia de Segurança e Defesa (PESD) na área". EFE ccg/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG