Israel espera Venezuela confirmar fechamento de embaixada em Caracas

Jerusalém, 13 jan (EFE).- Israel espera a confirmação do Governo da Venezuela sobre o fechamento de sua embaixada em Caracas, o que considera que ocorreu após a expulsão de todos os diplomatas do país credenciados na nação sul-americana.

EFE |

Uma fonte do Ministério de Exteriores de Israel disse hoje à Agência Efe que tanto o embaixador, Shlomo Cohen, como os outros seis diplomatas israelenses credenciados em Caracas retornaram e que, na prática, isso significa o fechamento da delegação.

No entanto, Israel adiou o fechamento da embaixada no país até verificar a informação comunicada a Cohen em sua despedida no Escritório de Protocolo venezuelano, segundo a qual a Venezuela só desejava diminuir o nível da representação.

Em 6 de janeiro, a Venezuela decidiu expulsar os funcionários da diplomacia israelense credenciados no país em resposta à ofensiva do Estado judeu na Faixa de Gaza, que deixou até agora mais de 900 mortos e 4.100 feridos.

Israel antecipou há alguns dias que estuda aplicar medidas de reciprocidade à decisão da Venezuela, que só está representada no Estado judeu por um encarregado de negócios, o diplomata Roland Betancourt, cuja expulsão representaria o fechamento da embaixada venezuelana no país. EFE elb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG