Israel diz que terroristas recrutam e sequestram pela internet

Jerusalém, 18 mai (EFE).- O serviço de inteligência interior de Israel, Shin Bet, advertiu hoje que grupos terroristas tentam recrutar agentes e sequestrar israelenses através de redes sociais da internet, como o Facebook.

EFE |

Segundo o serviço de inteligência, foram registrados vários incidentes em que "terroristas árabes" utilizaram as redes sociais para "convencer israelenses a se tornar seus agentes" e para organizar "encontros aparentemente inocentes com a intenção de sequestrá-los", conta hoje o diário local "Ha'aretz".

"O Shin Bet teme que informação confidencial tenha sido transmitida, pondo em perigo as vidas de israelenses que poderiam ser seduzidos para se encontrar no exterior com conhecidos da internet", assegurou o serviço de inteligência em comunicado.

Em um incidente recente, um homem que se identificou apenas como um "agente libanês" ofereceu dinheiro a um internauta israelense através do Facebook em troca de informação confidencial, mas ele cortou imediatamente o contato e comunicou o fato aos serviços de inteligência.

O Shin Bet pediu aos israelenses que não divulguem dados pessoais nos perfis em redes sociais e, especialmente, que não dêem números de telefone, endereços de residência ou e-mail. EFE aca/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG