Israel diz que meta é destruir todos túneis entre Gaza e Egito

JERUSALÉM (Reuters) - O bombardeio israelense ao longo da região da fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito tem o objetivo de destruir túneis usados pelos palestinos para o contrabando e continuará até que esse objetivo seja alcançado, disse uma autoridade militar de Israel na quarta-feira. Desde o início da ofensiva israelense em Gaza, controlada pelo Hamas, no sábado, aviões de guerra fizeram três grandes operações ao longo da fronteira de 14 quilômetros jogando bombas que penetravam no solo e só depois explodiam.

Reuters |

Uma importante autoridade militar disse que a Força Aérea israelense usava bombas capazes de destruir bunkers, suficientemente potentes para destruir túneis e matar qualquer pessoa que esteja dentro deles.

"O objetivo é destruir todos os túneis usados para contrabandear armas. Se já conseguimos isso, bom. Mas se virmos alguém saindo de um túnel, não tenha dúvida de que voltaremos", disse a autoridade militar.

Centenas de passagens secretas permitiram ao Hamas e a outras facções armadas palestinas trazer armas da região egípcia do Sinai. Os túneis também são fontes de bens comerciais em meio ao isolamento internacional a Gaza.

Questionado se a Força Aérea estava tentando não atingir túneis usados para trazer bens não-militares, a autoridade israelense disse: "Não existe isso. Eles são todos usados para as duas coisas (trazer bens militares e não-militares)".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG