Israel diz que incursão terrestre a Gaza dependerá do Hamas

Eretz (sul de Israel, fronteira com Gaza), 29 dez (EFE).- O porta-voz do Governo de Israel, Daniel Seaman, disse à Agência Efe que as autoridades do país acreditam que não será necessária uma incursão terrestre na Faixa de Gaza, mas que isso depende apenas do Hamas.

EFE |

"Os próximos dias serão decisivos para que se comprove o fim dos ataques (do Hamas) a partir da Faixa de Gaza. Fomos embora de Gaza há três anos - em referência à evacuação israelense da região - e não queremos voltar", disse Seaman, que acrescentou: "Mas faremos isso se necessário".

O porta-voz do Governo israelense admitiu que uma incursão terrestre a Gaza - para a qual o Governo israelense já mobilizou 6,5 mil reservistas - "é uma operação complicada".

O funcionário fez estas declarações em Sderot, a cidade de Israel mais próxima da Faixa de Gaza, território que se encontra cercado por centenas de tanques israelenses.

Na fronteira, a circulação de civis era permitida apenas nas estradas asfaltadas e nos principais núcleos urbanos.

A 500 metros da passagem de Eretz, geralmente empregada para o tráfego de pessoas, cerca de 25 tanques se mantinham alinhados para eventuais ataques. EFE amg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG