Israel descarta lançar grande ofensiva na Faixa de Gaza

Jerusalém, 11 jun (EFE).- O gabinete de segurança israelense descartou hoje lançar, por enquanto, uma ofensiva em grande escala na Faixa de Gaza, para dar uma oportunidade à negociação realizada pelo Egito de um cessar-fogo com as milícias palestinas.

EFE |

O gabinete, formado pelas cúpulas política e militar, "decidiu esta manhã apoiar os esforços egípcios para conseguir a calma no sul" de Israel e colocar fim aos "ataques diários" com foguetes dos grupos armados, afirma um comunicado divulgado pelo escritório do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert.

No entanto, o gabinete "instruiu em paralelo ao estamento militar a continuar sua preparação", se houver a "infeliz circunstância" de que a mediação egípcia seja "infrutífera".

Israel e as milícias palestinas negociam há meses, com a medaição do Egito, um acordo de cessar-fogo temporário na Faixa de Gaza, que até agora não obteve sucesso.

O Governo de Olmert exige que o Hamas liberte o soldado israelense Gilad Shalit, retido há dois anos, e coloque fim ao contrabando de armas entre o Egito e a Faixa de Gaza através de túneis subterrâneos, para chegar a um acordo. EFE ap/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG