Israel descarta congelamento da colonização como pede Obama

Israel não aceita congelar a colonização na Cisjordânia como pede o presidente americano Barack Obama, afirmou o ministro dos Transportes israelense, Israel Katz, considerado um dos mais próximos colaboradores do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

AFP |

"Quero dizer de maneira clara que o atual governo israelense não aceitará de nenhuma maneira que a colonização legal seja congelada na Judeia e em Samaria (Cisjordânia)", afirmou Katz à rádio militar.

Katz se referia às construções nas 120 colônias que receberam as autorizações necessárias das autoridades e que prosseguem. O governo de Netanyahu se declarou, no entanto, disposto a acabar com uma centena de colônias ilegais estabelecidas por colonos extremistas.

Os Estados Unidos exigiram o fim da colonização e rejeitaram a distinção entre as colônias denominadas como legais e as ilegais.

Katz é o primeiro membro do governo de Israel a falar publicamente sobre as divergências com os Estados Unidos, que vieram à público semana passada após um encontro entre Obama e Netanyahu e depois das declarações do presidente americano e da secretária de Estado, Hillary Clinton.

Leia mais sobre: Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG