Israel descarta captura de soldado por milícia palestina

Jerusalém, 14 ago (EFE).- O Exército de Israel descarta que um de seus soldados tenha sido sequestrado por uma milícia palestina, informou hoje à Agência Efe um porta-voz militar.

EFE |

"A Agência de Segurança de Israel, as Forças de Defesa e a Polícia israelense decidiram descartar a possibilidade de que um soldado tenha sido sequestrado", informou a porta-voz.

"Por enquanto, não podemos oferecer mais informação sobre o incidente porque ainda está sendo investigado pelo Exército", completou.

Na quinta-feira, o Exército havia confirmado ter iniciado uma operação de rastreamento no centro do país ao suspeitar que um grupo miliciano palestino, até então desconhecido, poderia ter capturado um de seus soldados.

Um porta-voz militar informou à Efe que a operação começou depois que o autodenominado Exército de Al Quds disse, através da agência de notícias palestinas "Ma'an", que seus membros tinham sequestrado um soldado perto do aeroporto Ben Gurion.

Segundo o porta-voz, após a reivindicação do grupo miliciano palestino, uma testemunha assegurou ter visto um soldado do sexo feminino ser obrigada por dois homens a entrar em um carro na área descrita pela milícia.

Três milícias palestinas, entre elas a do Hamas, capturaram há três anos na fronteira com Gaza o soldado israelense Gilad Shalit.

Desde então, Shalit contínua em cativeiro e fracassaram todas as tentativas feitas com mediação egípcia para conseguir sua libertação, em troca da qual os muçulmanos exigem a soltura de centenas de presos palestinos. EFE aca/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG