racistas em conferência sobre o tema - Mundo - iG" /

Israel critica presença de racistas em conferência sobre o tema

Jerusalém, 19 abr (EFE).- O ministro das Relações Exteriores israelense, Avigdor Lieberman, criticou hoje a Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Outras Formas Relacionadas de Intolerância por contar com a participação de líderes racistas como o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

EFE |

O encontro acontece nesta segunda-feira em Genebra.

"Uma conferência internacional na qual um racista como Ahmadinejad, que defende dia e noite a destruição de Israel, é convidado a palestrar expõe (por si só) quais são seus objetivos e seu caráter", afirma o ministro israelense em comunicado.

Israel, assim como os Estados Unidos e outros países ocidentais, não participará da conferência por considerar que, em vez de lutar contra o racismo, a reunião encoraja o antissemitismo e o ódio ao Estado judeu, segundo o comunicado.

O país lembra que na conferência participa um "negacionista em série" do genocídio nazista, em alusão a Ahmadinejad, "no dia em que precisamente o povo judeu lembra o Dia do Holocausto".

A presença de Ahmadinejad na conferência é polêmica devido ao discurso do líder iraniano de que o Holocausto foi um "mito".

A ausência de alguns países foi lamentada por organizações como Human Rights Watch, a Federação Internacional para os Direitos Humanos e a Confederação Internacional de Sindicatos.

"Lamentamos a ausência de alguns Estados, cuja implicação teria promovido o alcance universal da luta contra o racismo e a discriminação", segundo um comunicado conjunto.

Na nota, as organizações pedem a "outros Governos que ainda não confirmaram a decisão de participar que façam isso de forma construtiva para demonstrar vontade e compromisso de lutar contra o racismo".EFE elb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG