Israel critica ordem de prisão contra ex-chanceler na Grã-Bretanha

O embaixador de Israel em Londres criticou nesta terça-feira a ordem de prisão emitida por um tribunal britânico contra a ex-chanceler israelense Tzipi Livni, por seu papel na ofensiva militar do ano passado contra a Faixa de Gaza.

AFP |

"A situação é intolerável. Já é tempo de mudar", disse o embaixador, Ron Prosor, à rádio militar.

"Estou convencido de que o governo britânico entenderá que já é tempo de agir e que não se contentará com meras declarações", acrescentou.

Organizações pró-palestinas apresentaram nos tribunais britânicos várias denúncias contra autoridades israelenses.

Livni, que dirige atualmente o partido de oposição Kadima, cancelou uma visita que faria a Londres no próximo fim de semana e alegou "problemas de agenda".

Mas a imprensa de Israel informa que a ex-chanceler tomou a decisão depois de ser informada que um tribunal britânico havia emitido uma ordem de captura contra ela pelo envolvimento na operação inciada no fim de 2008 pelo Exército hebreu contra a Faixa de Gaza.

A ofensiva, que pretendia acabar com os disparos de foguetes palestinos contra o território israelense, provocou a morte de 1.400 palestinos, incluindo mulheres e crianças.

jlr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG