Jerusalém, 28 dez (EFE).- O Governo de Israel aprovou hoje a convocação de reservistas para uma eventual invasão militar por terra em Gaza, com o objetivo de apoiar os bombardeios aéreos que já deixaram 282 mortos.

Mark Regev, porta-voz do primeiro-ministro, Ehud Olmert, anunciou a medida à Agência Efe, mas não quantificou o número de soldados a serem chamados. EFE ap/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.