Israel confirma invasão de Gaza e mobiliza reservistas

Jerusalém, 3 jan (EFE).- O Exército israelense iniciou há pouco uma invasão à Faixa de Gaza e mobilizou tropas da reserva para apoiar a operação, confirmou à Agência Efe um porta-voz militar.

EFE |

"O Exército iniciou a segunda fase da operação Chumbo Duro e as tropas estão atualmente manobrando dentro da Faixa de Gaza", disse à agência Efe a fonte.

Ela especificou que o Comitê de Defesa do Parlamento israelense autorizou a mobilização de reservistas que foram chamados para apoiar a incursão.

"O objetivo da operação é destruir a infra-estrutura do Hamas, tomar o controle da zona de lançamento de foguetes e diminuir os lançamentos tanto quanto for possível", acrescentou.

O propósito é "dar um duro golpe no Hamas" e reduzir o número de ataques da Faixa contra o território israelense, disse.

A invasão acontece depois de o Exército de Israel usar pela primeira vez hoje fogo de artilharia do solo na ofensiva que iniciou há oito dias na faixa e na qual até então só utilizava força aérea e marítima.

Centenas de tanques e veículos blindados, assim como pelo menos 10 mil soldados, cercavam desde segunda-feira a Faixa de Gaza à espera da ordem do comando de invadir esse território palestino, de 40 quilômetros de comprimento por 15 de largura, com 1,5 milhão de habitantes.

De acordo com fontes militares israelenses citadas pela imprensa local, a incursão será curta e em massa para cumprir rapidamente os objetivos e evitar um alto número de baixas.

Até agora, se contabilizam 466 mortos e mais de 3 mil feridos na Faixa de Gaza. EFE aca-amg/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG