Israel conclui retirada militar de Gaza

Por Jeffrey Heller JERUSALÉM (Reuters) - Israel anunciou que completou nesta quarta-feira a retirada de tropas da Faixa de Gaza, iniciando o relacionamento com o novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deixando os territórios palestinos devastados por uma ofensiva de 22 dias.

Reuters |

"Nessa manhã, os últimos soldados das forças de defesa israelenses deixaram a Faixa de Gaza e as forças estão do lado de fora de Gaza preparadas para quaisquer ocorrência", disse um porta-voz do Exército 13 horas depois da posse de Obama.

Israel retirou a maior parte de suas tropas antes mesmo da posse de Obama na terça-feira, em uma medida que analistas viram como uma tentativa de evitar tensões com o novo governo dos EUA.

O antecessor de Obama, George W. Bush, apoiou o direito de Israel defender-se contra os foguetes disparados da Faixa de Gaza por integrantes do grupo Hamas. Antes de assumir a Presidência, Obama evitou falar em detalhes sobre a crise em Gaza.

Os ataques israelenses, lançados em 27 de dezembro, mataram cerca de 1.300 palestinos e deixaram milhares desabrigados. Autoridades médicas de Gaza disseram que há pelo menos 700 civis entre os mortos palestinos. Israel diz que centenas de militantes morreram.

Dez soldados israelenses e três civis atingidos por ataques de foguetes também morreram no conflito.

(Reportagem adicional de Nidal al-Mughrabi e Doug Hamilton em Gaza)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG