Israel começa exumação de corpos para troca com Hisbolá

Jerusalém, 7 jul (EFE).- O Exército de Israel começou hoje a exumação de cadáveres para a troca de prisioneiros e corpos acordada com a milícia xiita libanesa Hisbolá, que foi confirmada hoje pelo Governo israelense.

EFE |

"É provável que a troca aconteça na próxima semana", disse à Agência Efe Mark Regev, porta-voz do Escritório do primeiro-ministro, que anunciou hoje assinatura do acordo.

No cemitério para os mortos inimigos de Amiad, na Alta Galiléia, os rabinos do Exército começaram hoje a desenterrar os corpos, que serão entregues ao Hisbolá no posto fronteiriço de Rosh Hanikra, informaram fontes ligadas à Defesa.

Além dos restos mortais de dez milicianos do Hisbolá, Israel devolverá corpos de dezenas de civis libaneses mortos pelo Exército por entrar ilegalmente em seu território e entregará à Autoridade Nacional Palestina (ANP) os de milicianos de diversas organizações palestinas.

Israel se comprometeu também a pôr em liberdade Samir Kuntar, que cumpre pena por assassinato, e outros três prisioneiros libaneses.

O Hisbolá entregará a Israel os corpos dos soldados israelenses Eldad Regev e Ehud Goldwasser. A captura dos dois foi a origem da segunda guerra com o Líbano, em 2006.

Os militares mortos neste conflito também terão seus corpos devolvidos.

Regev ressaltou que Israel ainda não recebeu o relatório sobre o paradeiro do aviador Ron Arad -cujo avião foi derrubado no sul do Líbano em 1986- e que é condição fundamental para a troca.

A agência de notícias palestina "Ma'an" aafirmou ontem que a primeira fase da troca, na qual se libertará os quatro presos libaneses, acontecerá nesta quinta-feira, mas fontes oficiais israelenses asseguraram à Efe que a informação "não é exata". EFE aca/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG