Israel autoriza novo assentamento judaico na Cisjordânia

Jerusalém - O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, aprovou a construção de um novo assentamento judaico na Cisjordânia em compensação a colonos pela desocupação de outro acampamento ilegal nesse território palestino.

EFE |

Assim informa o diário "Ha'aretz", que diz que a nova colônia terá 250 casas e receberá os colonos do enclave de Migrón, construído em terrenos privados palestinos.

Segundo o diário, os colonos chegaram a um acordo com o ministro da Defesa israelense para abandonar essa colônia, onde residem 45 famílias.

Na primeira etapa do novo assentamento na Cisjordânia, situado na região de Binyamin, serão construídas 50 casas até que se obtenham as permissões para continuar edificando uma urbanização, possivelmente com 1.400 imóveis.

A prática comum dos colonos nos últimos anos, nos quais se endureceram as concessões de permissões do Governo israelense para a edificação na Cisjordânia, foi continuar construindo sem autorização oficial perante a passividade das autoridades.

Leia mais sobre: Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG