O governo israelense aprovou, neste domingo, a construção de um muro de segurança ao longo da fronteira com o Egito para impedir a entrada de imigrantes ilegais.

O gabinete informou, em comunicado, que o custo da construção desta barreira, com 250 km de extensão, ao longo de uma região desértica, seria de 365 milhões de dólares.

Em janeiro, uma comissão ministerial já havia aprovado um projeto inicial.

Atualmente, a fronteira com o Egito está delimitada apenas por uma barreira rudimentar e permeável. Vários imigrantes ilegais africanos entram por esta fronteira, sobretudo refugiados que procuram asilo político, bem como traficantes de drogas e de armas.

Diante dos fatos, Israel pediu ao Egito para que controle este fluxo.

scw-chw/mvv

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.