Israel apoia guerra encoberta contra programa nuclear do Irã, diz jornal

Londres, 17 fev (EFE).- Israel apoia uma guerra encoberta contra o programa nuclear do Irã, por isso utiliza agentes duplos e matadores de aluguel, afirma hoje o jornal britânico The Daily Telegraph.

EFE |

Esta estratégia tem como alvos importantes especialistas nucleares e é em resposta à atitude mais positiva do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em relação a Teerã, acrescenta o jornal.

Israel teme que o Irã esteja perto do ponto de não retorno no processo de construção de uma bomba nuclear e decidiu agir por causa das mudanças na nova Administração dos Estados Unidos.

O objetivo da estratégia, diz o jornal, é interromper o programa de pesquisa iraniano sem provocar uma guerra regional.

Reva Bhalla, especialista da companhia privada de inteligência americana Stratfor, disse que a ideia é eliminar figuras destacadas do programa nuclear.

"As operações encobertas israelenses se concentraram em eliminar ativos humanos importantes no programa nuclear e em sabotar a cadeia de fornecimento nuclear iraniana", acrescentou Bhalla.

Uma fonte europeia de inteligência, que o jornal não identifica, disse que Israel não mostrou dúvidas ao assassinar especialistas em armas de países hostis no passado, por isso "farão com o Irã quando puderem".

Um ex-agente da CIA disse que o objetivo da estratégia é diminuir o progresso no programa nuclear iraniano.

"O objetivo é atraso, atraso, atraso, até que se chegue a alguma outra solução", acrescentou.

Segundo o "Daily Telegraph", há rumores de que a agência de espionagem israelense Mossad estaria por trás da morte de Ardeshire Hassanpour, especialista nuclear da central iraniana de Isfahan que morreu de suposto envenenamento com gás em 2007. EFE vg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG