objetivo - Mundo - iG" /

Israel afirma que o ex-prisioneiro libanês Samir Kantar é um objetivo

Samir Kantar, um dos cinco prisioneiros libaneses liberados na véspera por Israel, é um objetivo para o Estado hebreu, afirmou à AFP um dirigente da segurança israelense.

AFP |

"Todo terrorista que cometeu um ato terrorista contra Israel, em particular alguém como Kantar, assassino de uma menina e de outras duas pessoas, é um objetivo. Se houver uma possibilidade de Israel prestar contas com Kantar, Israel não hesitará", afirmou a fonte, sem mencionar se há alguma operação específica sendo preparada para Kantar.

Samir Kantar afirmou nesta quinta-feira que não se arrepende de ter realizado a operação que, em 1979, matou três pessoas, entre elas uma menina de 4 anos, em Nahariya (norte de Israel).

"Nunca me arrependi nem um só dia do que fiz", respondeu Kantar, 46 anos, ao ser indagado pela AFP se lamentava ter dirigido a operação que o fez passar quase 30 anos nas prisões israelenses.

"Sigo minha linha política", afirmou, à margem da cerimônia organizada para celebrar sua volta à localidade drusa de Aabey, sudeste de Beirute.

"Estou muito contente porque volto às fileiras da resistência e a minha família", afirmou ainda.

Kantar foi condenado em 1980 a cinco penas de prisão perpétua e a 47 anos adicionais.

Em 1979, Kantar matou um policial no norte de Israel, seqüestrou um civil israelense que em seguida assassinou também, e por fim matou a filha deste, de três anos.

O porta-voz do governo israelense, Mark Regev, o classificou de "assassino cruel de crianças", acrescentando: "Quem quer que o celebre como herói, desrespeita os princípios elementares da decência humana".

ra-lr/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG