Israel adverte ONU que pretende responder a disparos de foguetes

A representante de Israel na ONU advertiu o secretário-geral, Ban Ki-moon, que o Estado hebreu está decidido a responder aos disparos de foguetes procedentes da Faixa de Gaza.

AFP |

A embaixadora israelense na ONU, Gabriela Shalev, enviou uma carta a Ban Ki-moon como parte da campanha diplomática destinada a justificar, por antecedência, as operações que o Exército israelense pode executar na Faixa de Gaza, segundo uma fonte diplomática.

Com o mesmo objetivo, a chanceler israelense Tzipi Livni pretende convocar os embaixadores credenciados em Israel.

Na carta, Shalev adverte que Israel "não hesitará em agir militarmente se for necessário para garantir a proteção de seus cidadãos, que sofrem com os disparos de foguetes a partir da Faixa de Gaza".

O secretário-geral da ONU já manifestou preocupação com a situação na Faixa de Gaza e pediu a retomada da trégua negociada pelo Egito.

A trégua entre Israel e o grupo radical Hamas, negociada pelo Egito e que entrou em vigor no dia 19 de junho, terminou sexta-feira passada.

ms/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG