Israel abre posto médico de urgência junto à Faixa de Gaza

Jerusalém, 18 jan (EFE).- O Ministério da Saúde e o Exército israelense abriram hoje um centro médico de urgência junto à fronteira com a Faixa de Gaza para oferecer tratamento médico a feridos palestinos e encaminhar os casos mais graves a hospitais em Israel.

EFE |

O centro médico, que conta com uma sala de cirurgia de emergência, prestará serviços aos palestinos feridos na ofensiva militar israelense, que começou em 27 de dezembro e foi interrompida nesta madrugada (noite de sábado no Brasil) por um cessar-fogo unilateral de Israel.

O Magen David Adom, equivalente israelense à Cruz Vermelha, informou em comunicado que pediu a ajuda voluntária de médicos e de pessoal especializado para o atendimento a estes pacientes.

A atividade do centro médico está sendo coordenada com a Cruz Vermelha Internacional, que também se encarregará da transferência de feridos para hospitais em Israel.

Ontem à noite, ao anunciar o cessar-fogo unilateral em Gaza, o primeiro-ministro Ehud Olmert incumbiu o ministro de Assuntos Sociais, Itzhak Herzog, de coordenar as atividades humanitárias na Faixa de Gaza.

Nas últimas semanas, Israel foi duramente criticado por organizações de direitos humanos por não perimitir a entrada de ajuda humanitária no território palestino. EFE elb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG