Berlim, 1º fev (EFE).- A socialdemocrata Johanna Sigurdardottir, escolhida para liderar o Executivo da Islândia, se tornou hoje a primeira homossexual assumida a governar um país.

Ontem, após longas e difíceis negociações, a Aliança Socialdemocrata e o Movimento de Esquerda Verde chegaram a um acordo para, juntos, formarem um Governo de coalização.

A formação do novo Governo foi resultado da renúncia do Executivo anterior, liderado pelos conservadores e que caiu em função da insatisfação popular com a forma como o então primeiro-ministro estava conduzindo a crise financeira, que deixou o país à beira da quebra.

Ao tomar posse hoje, a nova chefe de Governo da Islândia, que era ministra de Assuntos Sociais no Executivo anterior, disse que sua tarefa mais importante será buscar paliativos para a crise atual.

Conforme o acerto dos dois partidos da coalização governista, o ministério das Finanças será assumido pelo líder dos Verdes, Steingrimur Sigfusson.

Outra importante missão do novo Governo islandês, que é de transição, será preparar as eleições antecipadas para maio.

Sigurdardóttit, de 66 anos, ex-aeromoça e sindicalista, é casada com a jornalista e escritora Jonina Leosdottir. EFE rz/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.