Islândia retoma caça a baleia, diz ministério

REYKJAVIK (Reuters) - O governo da Islândia anunciou na segunda-feira que vai autorizar a caça de 40 baleias minke, para desgosto dos ambientalistas. Uma fonte do Ministério da Pesca disse à Reuters que o titular da pasta, Einar Guoffinsson, baixou portaria nesse sentido. O presidente da associação baleeira local confirmou que três barcos baleeiros preparam-se para zarpar na terça-feira.

Reuters |

Mas a chanceler Solrun Gisladottir se distanciou da decisão, assim como outros membros social-democratas do governo.

'O ministro da Pesca tem a competência constitucional para emitir tais regulamentos e não tem de consultar o governo como tal', disse ela em nota.

'Como ministra de Relações Exteriores, acredito que isso é sacrificar interesses de longo prazo em prol de ganhos de curto prazo, apesar de a quota ser menor do que em anos anteriores.'

A Islândia suspendeu a caça de baleias durante 20 anos, até 2006. Quotas de caça foram então liberadas até agosto de 2007.

Quando elas se esgotaram, o governo anunciou que não iria emitir novas autorizações até que comprovadamente houvesse demanda por carne de baleia.

(Reportagem de Kristin Arna Bragadottir)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG