Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Islamitas somalis prometem vingar morte de líder em bombardeio dos EUA

O porta-voz de um grupo islâmico na Somália prometeu nesta sexta-feira vingar seu líder Moalim Aden Hashi Ayro, morto na véspera em um ataque aéreo norte-americano, e aconselhou os países aliados dos Estados Unidos e da Etiópia a não enviar seus cidadãos à Somália.

AFP |

"Pedimos aos governos que apóiam a Etiópia e os Estados Unidos que mantenham seus cidadãos fora da Somália. Juramos vingar a morte de Ayro", disse à AFP o xeque Mujtar Robow, porta-voz dos Shebabs (combatentes islâmicos extremistas).

Ayro, morto junto de outras onze pessoas em um bombardeio norte-americano, era considerado pelas autoridades somalis o líder da rede terrorista al-Qaeda nesse país africano.

Washington o considerava o líder dos Shebabs, um movimento islâmico aliado da al-Qaeda.

Os Shebabs promoveram em 2007 uma violenta insurreição contra o governo de transição somali, apoiado por tropas etíopes desde 2006.

nur-bkb-lp/dm

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG