O governo de Islamabad convocou hoje a embaixadora dos Estados Unidos no Paquistão, Anne Patterson, para protestar contra um ataque aéreo no Afeganistão que matou 11 soldados paquistaneses na fronteira, informou a imprensa pública de Islamabad.

Salman Bashir, alto funcionário do ministério paquistanês das Relações Exteriores, comunicou à embaixadora "o mal-estar do governo" do Paquistão, anunciou a Associated Press of Pakistan.

Bashir disse a Patterson que "seu país condenava energicamente o bombardeio a seus soldados no posto fronteiriço de Gora Prai", realizado por "forças da coalizão estacionadas no Afeganistão", segundo a fonte.

"Foi um ataque não provocado e uma flagrante violação da fronteira internacional entre o Paquistão e o Afeganistão", acrescentou, recordando que constitui, além disso, um insulto aos "enormes sacrifícios feitos pelo Paquistão em seu esforço para combater o terrorismo".

sz/dan/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.