Islamabad admite que ataques de Mumbai foram planejados em parte no Paquistão

Os atentados cometidos em Mumbai no fim de novembro, nos quais morreram 165 indianos e nove terroristas, foram em parte planejados no Paquistão, reconheceu nesta quinta-feira o diretor do ministério do Interior paquistanês, Rehman Malik.

AFP |

"O incidente aconteceu na Índia e parte da conspiração foi planejada no Paquistão", afirmou Malik em uma entrevista coletiva.

O Paquistão elaborou um "primeiro relatório de informações" e seis pessoas foram detidas em relação aos ataques após uma investigação, que teve como base informações fornecidas pela Índia, segundo Malik.

De acordo com o diretor do ministério do Interior, o caso foi investigado por uma unidade especial em Islamabad.

Esta é a primeira vez que uma autoridade de primeiro escalão de Islamabad admite que qualquer parte do planejamento dos atentados aconteceu no Paquistão.

A Índia acusou o grupo Lashkar-e-Taiba, considerado ilegal no Paquistão, pelos ataques.

jm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG