Santiago do Chile, 25 jan (EFE).- Três irmãos foram resgatados hoje no sul do Chile depois de passar pelo menos 16 horas à deriva sobre um pedaço de isopor, que foi arrastado mar adentro enquanto brincavam na beira do mar, informaram fontes da Marinha chilena.

Os irmãos, de 10, 12 e 14 anos, brincavam na tarde de domingo na ilha Aulín, no arquipélago de Las Chauques, a 1.300 quilômetros de Santiago, quando o pedaço de isopor que utilizavam, de três metros de comprimento por dois de largura, foi arrastado para o mar pelo vento e pela correnteza.

Os três estavam sob os cuidados da avó, enquanto seus pais participavam de uma festa religiosa em uma ilha vizinha. Eles se deram conta da ausência dos filhos ao retornar, por volta das 19h locais (20h de Brasília) de domingo e imediatamente avisaram à Marinha.

Por volta das 11h locais de hoje (12h de Brasília), os menores, identificados como José Luis, de 14 anos, Konstanz (12) e Erasmo (10), foram avistados por uma patrulha da Marinha à deriva a 15 milhas ao noroeste de seu ponto de partida.

Segundo as fontes, os menores apresentavam sinais de hipotermia após passar a noite em alto-mar.

Após o resgate, os três irmãos foram levados para a cidade de Quemchi, onde passaram por exames médicos.

Segundo o capitão do porto de Quemchi, Alex González, as crianças da região costumam brincar com pedaços de isopor usados na criação de salmão em cativeiro. EFE ns/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.