Irmão do líder das Farc pede que ele ouça o clamor pela libertação de reféns

Roberto Sáenz, irmão do líder da guerrilha colombiana das Farc, conhecido como Alfonso Cano, pediu hoje que ele atenda o clamor dos colombianos e do mundo pela libertação dos reféns, demonstrado em milhares de manifestações domingo.

AFP |

"Peço a Alfonso e a todos os membros do secretariado (comando central das Farc), que entrem em sintonia com o país e com o mundo, através de um processo de conversações que exigimos urgentemente e que façam um esforço para entender que esses reféns precisam estar hoje com suas famílias", disse.

Em declarações ao noticiário da emissora de rádio e televisão Caracol, Sáenz - vereador da capital colombiana pelo partido de esquerda Pólo Democrático Alternativo (PDA) -, destacou a mensagem transmitida domingo pelos colombianos ao grupo guerrilheiro, com marchas no país e no exterior.

Segundo estimativas iniciais de autoridades locais, mais de quatro milhões de pessoas se manifestaram na Colômbia pela liberdade de cerca de 3.000 reféns, especialmente um grupo de pelo menos 24 declarados pelas Farc trocáveis por rebeldes presos.

Sáenz estimou que seu irmão "deve refletir", sobre essas manifestações de um "país que convocou todas as forças políticas sem nenhuma diferenciação de tendências ideológicas, para que tenhamos um acordo de paz e, sobretudo, que libertemos os seqüestrados", disse.

"Acho que as Farc devem estar neste momento sintonizadas com um país e com um planeta", acrescentou.

Segundo as autoridades e organizações não governamentais, além dos reféns declarados trocáveis por rebeldes presos, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia mantêm pelo menos outros 700 seqüestrados em seu poder para extorquir as famílias.

'Cano', batizado Guillermo León Sáez, substituiu na direção das Farc seu líder histórico 'Manuel Marulanda Vélez', ou Pedro Antonio Marín, que teria falecido no dia 26 de março passado vítima de uma parada cardíaca.

pro/hov/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG