Irmão de jornalista que atacou Bush fica feliz com adiamento de julgamento

Bagdá, 31 dez (EFE).- O irmão do jornalista iraquiano Muntazer al-Zaidi, que jogou seus sapatos no presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, expressou hoje à Agência Efe seu otimismo pelo adiamento indefinido do julgamento contra seu irmão, que estava previsto para hoje.

Udai disse que está satisfeito com a decisão do tribunal penal de adiar o julgamento, anunciada na última terça.

"Após o adiamento do julgamento há esperança, pois a equipe de defesa de Zaidi apresentou apelações ao tribunal", declarou Udai.

Além disso, expressou sua esperança de que o tribunal de apelação "compreenda" o caso de seu irmão, pois, segundo ele, "não cometeu um crime, mas expressou sua opinião".

Segundo um comunicado divulgado hoje pelo Centro Nacional para a Informação, que cita Abdel Sattar al-Birqidar, porta-voz da Corte Suprema iraquiana, o julgamento foi adiado após a apelação apresentada pelos defensores do jornalista.

O repórter tinha que comparecer hoje a um tribunal penal para ser julgado por acusações que o podem levar a uma condenação de sete a 15 anos de prisão.

Segundo o especialista judicial Tareq Harb, citado pelo comunicado, o caso de Zaidi permanecerá perante o Tribunal Penal Supremo iraquiano, enquanto continuará sua detenção até que se decida outra data para o início do julgamento.

Harb pensa que pode demorar até duas semanas até que se inicie o julgamento. EFE sj/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG