Irmão de autor de tiroteios na França é indiciado por cumplicidade

Abdelkader Merah nega que tenha ajudado o irmão, mas está preso e será julgado por juízes antiterroristas

AFP |

O irmão do autor dos tiroteios no sudoeste da França, Abdelkader Merah , foi indiciado neste domingo por cumplicidade nos assassinatos e associação para o crime para preparar atos terroristas, informou uma fonte judicial.

"Abdelkader Merah foi indiciado segundo as acusações solicitadas pela promotoria e preso", afirmou a fonte.

Galeria de fotos:
Veja imagens do terror na França

O irmão mais velho de Mohamed Merah, morto na quinta-feira pela polícia após ter assassinado sete pessoas, entre elas três crianças, também foi indiciado por roubo em grupo de uma motocicleta, o veículo utilizado para cometer os crimes, acrescentou a fonte.

Quatro juízes antiterroristas conduzirão o caso, informou uma fonte judicial.

Abdelkader Merah, de 29 anos, foi transferido no domingo de manhã para o Palácio de Justiça de Paris. Sua esposa, com quem está casado no religioso, mas não no civil, foi liberada após quatro dias de prisão provisória. Ela saiu sem acusações.

Os dois foram detidos na quarta-feira em sua casa em Auterive, 40 km ao sul de Toulouse (sudoeste da França). Sua prisão provisória teve início em Toulouse e no sábado continuou nas dependências da Subdireção Antiterrorista (SDAT) em Levallois-Perret (perto de Paris).

Durante os interrogatórios, Abdelkader Merah disse sentir-se "orgulhoso" dos atos do seu irmão caçula, mas negou tê-lo ajudado a assassinar a sangue frio três meninos e um professor judeus e três militares em oito dias, em Toulouse e Montauban.

    Leia tudo sobre: escola judaicaAbdelkader MerahMohamed MerahFrançaTouluse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG