Os locais de votação abriram as portas nesta quinta-feira na Irlanda para um referendo, de resultado incerto, sobre a aprovação do Tratado Europeu de Lisboa, que ameaça provocar uma nova crise no bloco de 27 países europeus.

O texto, que pretende reformar as instituições européias, deve ser aprovado pelos 27 países da União Européia (UE) para entrar em vigor.

Somente a Irlanda está obrigada, por sua Constituição, a decidir a questão por referendo. Os outros países europeus podem aprovar o texto por ratificação parlamentar. Dezoito deles já fizeram isto.

Caso o "não" vença, retornará o fantasma da rejeição à Constituição Européia de 2005 na França e na Holanda.

lv/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.