Dublin, 27 fev (EFE).- A Polícia irlandesa investiga hoje um assalto com reféns que terminou com o roubo de aproximadamente 7 milhões de euros em uma filial do Bank of Ireland de Dublin, informaram fontes oficiais.

O assalto, considerado um dos maiores do país, foi realizado por vários criminosos que obrigaram um funcionário do banco a abrir as caixas-fortes enquanto seis membros do bando mantinham como reféns sua mulher, o filho dela e outra mulher em uma casa da localidade de Kilteel, no condado de Kildare, ao sul da capital.

Segundo um porta-voz policial, a família passou a noite passada em poder dos assaltantes, até que o funcionário foi conduzido esta manhã a uma filial do Bank of Ireland.

As fontes indicaram que os três reféns foram transferidos no carro da família para fora do domicílio, e a companheira do funcionário do banco chegou a ser espancada.

Depois de retirar o dinheiro, o funcionário entregou os 7 milhões de euros ao bando na estação de trem de Clontarf, ao norte de Dublin, enquanto a família era libertada na localidade de Ashbourne, no condado de Meath, também ao norte.

A Polícia afirmou que a família está "profundamente traumatizada" com o incidente. EFE ja/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.