Irça acusa Washington de entregar documentos falsos à AIEA

O governo do Irã acusou Washington de ter falsificado documentos trasmitidos à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que mostrariam que o país estudava meios de fabricar a bomba atômica.

AFP |

Ali Asghar Soltanie, representante iraniano na AIEA em Viena, escreveu ao diretor da agência Agencia, Mohamed el-Baredei, que ele recebeu documentos não confiáveis sobre o tema, segundo a agência Irna.

"O governo dos Estados Unidos não trasmitiu à agência os documentos autênticos porque não dispõe de documentos confiáveis e todos os documentos foram falsificados", afirma Soltanie na carta.

"Como não existe nenhum documento autêntico sobre estes supostos estudos, não existe nenhuma prova de vínculo confiável entre os estudos falsificados e o Irã. O caso deve ser encerrado", completa o texto.

O Irã, submetido a sanções da ONU, continua pressionado pelas grandes potências para abrir negociações sobre seu polêmico programa nuclear.

A comunidade internacional suspeita que Teerã pretende fabricar armamento atômica com a alegação de um programa nuclear civil, o que o Irã nega.

O país islâmico deve apresentar durante a semana propostas para a retomada das negociações.

hif-jds/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG