Iraquianos comemoram retirada das tropas americanas

Bagdá, 30 jun (EFE).- Os iraquianos começaram hoje a comemorar o fim da retirada das tropas americanas, cujos soldados já não são vistos nas ruas de Bagdá nem de outras cidades do país.

EFE |

Em discurso transmitido pela TV local, o presidente iraquiano, Jalal Talabani, descreveu a retirada como o "princípio de uma nova era na história do Iraque".

"A partir de hoje, o povo iraquiano será o dono de suas riquezas, vai decidir seu destino e acreditar em sua história", disse o presidente do Iraque, cujo Governo chamou o dia de hoje de "o dia da soberania".

Talabani elogiou o papel das forças armadas iraquianas que a partir de hoje assumirão a responsabilidade da segurança nas cidades.

Além disso, pediu a cooperação e a coordenação com os países da região na próxima etapa, e insistiu em que os Estados que fazem fronteira com o Iraque também vão ser beneficiados com a estabilidade do país.

No centro de Bagdá, vários músicos e artistas iraquianos participaram ontem à noite (local) de uma cerimônia em um parque para comemorar a retirada das tropas americanas.

Os Estados Unidos ainda mantêm mais de 140 mil soldados no Iraque, alguns se retiraram das cidades e se estabeleceram em bases longe das zonas urbanas, enquanto outros permanecerão colaborando com o Exército iraquiano.

Em dezembro, Washington e Bagdá assinaram um acordo de segurança que estipula a retirada americana das cidades antes de julho de 2009 e de todo o território iraquiano antes de janeiro de 2012. EFE am/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG