O jornalista iraquiano Muntazer al Zaidi, que ficou famoso no mundo todo por ter jogado seus sapatos no presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, pedirá asilo político ao governo suíço, anuncia seu advogado na edição de segunda-feira do jornal La Tribune, de Genebra.

"No início do mês, sua família entrou em contato comigo pelo CICR (Comitê Internacional da Cruz Vermelha) e, esta semana, vou escrever ao Departamento Federal (ministério) das Relações Exteriores para estimular a Suíça a lhe dar asilo político", informou o advogado Mauro Poggia.

A Suíça pode lhe conceder asilo, "sem, por isso, tomar posição a favor, ou contra, a intervenção americana no Iraque", disse Poggia.

"Apesar de muitos iraquianos apoiaram seu gesto, (o jornalista iraquiano) está à mercê de qualquer extremista e de outros loucos que queiram fazer dele um mártir do sofrimento de todo um povo", acrescentou o advogado, que acredita que seu cliente "será julgado bastante rapidamente e será condenado".

"Não poderá mais trabalhar como jornalista sem receber terríveis pressões. Inclinado para a esquerda, ele se mostra muito crítico em relação ao governo atual do Iraque, o qual considera excessivamente submisso aos americanos. Sua vida pode se transformar em um inferno em seu país", insistiu.

"Uma vez instalado em Genebra, esse homem, solteiro e sem filhos, poderá muito bem trabalhar como jornalista nas Nações Unidas", organização que tem sua sede européia na cidade suíça.

dro/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.