Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Iraque volta atrás em decisão de excluir 500 candidaturas de eleições

Bagdá, 3 fev (EFE).- O Comitê de Justiça e Transparência do Iraque anunciou hoje que voltou atrás em sua decisão de excluir 500 candidaturas, supostamente vinculadas ao ex-partido governista Baath, das eleições gerais do próximo mês.

EFE |

Em declarações à televisão estatal "Al Iraqiya", o diretor-executivo do Comitê, Ali al-Lami, explicou que se decidiu reverter a decisão "devido à falta de tempo para investigar com exatidão os nomes das pessoas e partidos incluídos na lista de descartados para participar do pleito".

Além disso, al-Lami pediu que o Governo iraquiano, mediante o Ministério de Assuntos Exteriores, impeça qualquer intromissão americana nos assuntos internos do Iraque.

A Comissão Suprema Eleitoral do Iraque, por sua vez, confirmou hoje em entrevista coletiva que o organismo que revisa as contestações apresentadas pelos partidos excluídos anulou resoluções anteriores do Comitê. Isso permite a essas pessoas e partidos participarem das eleições de 7 de março.

Em 15 de janeiro passado, a Comissão revelou que havia rejeitado 500 candidaturas para as eleições por seus supostos vínculos com o dissolvido partido Baath do ex-ditador Saddam Hussein.

A decisão despertou temores de que houvesse maiores tensões políticas em um país que tenta avançar rumo à reconciliação nacional após anos de confrontos sectários. EFE am/sa

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG