Iraque vive domingo de ataques, com ao menos 13 mortos

Atentados suicidas foram cometidos a oeste e nordeste de Bagdá, zonas que eram consideradas bastiões da insurgência

AFP |

Treze pessoas, entre elas seis policiais e dois peregrinos xiitas, morreram neste domingo em dois atentados suicidas cometidos a oeste e a nordeste de Bagdá, zonas que foram bastiões da insurgência até 2008.

AFP
Local que foi palco do atentado de Ramadi, a oeste da capital iraquiana Bagdá
Onze pessoas, entre elas seis policiais, uma mulher e um cinegrafista de uma rede de televisão local, morreram em um atentado suicida com carro-bomba perto da sede do governo de Ramadi, 100 km a oeste de Bagdá, informou o comandante da polícia, Rahim Zaben. Outras 41 pessoas ficaram feridas, entre elas mulheres e crianças, acrescentaram as fontes.

"Um carro-bomba conduzido por um suicida explodiu às 10h locais (5h de Brasília) em um posto de controle da polícia, a 200 metros da sede do governo de Ramadi", indicou a polícia.

No segundo atentado, perpetrado em Baquba, 60 km a nordeste de Bagdá, dois xiitas morreram e três foram feridos por um suicida que explodiu em meio a uma procissão religiosa, informou o oficial de polícia Furat al Dulaimi.

    Leia tudo sobre: iraqueatentadoviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG