BAGDÁ - O mês de agosto foi o mais violento no Iraque em mais de um ano, com 456 mortos, segundo números divulgados pelos ministérios da Defesa, do Interior e da Saúde.

Pelo menos 393 civis, 48 policiais e 15 soldados morreram no oitavo mês do ano. Além disso, 1.741 pessoas foram feridas, de acordo com os dados oficiais.

O balanço foi agravado por dois atentados suicidas devastadores executados no dia 19 de agosto contra os ministérios das Relações Exteriores e das Finanças, que deixaram 95 mortos e mais de 600 feridos.

Leia mais sobre: Iraque

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.