Bagdá, 25 set (EFE).- Um soldado americano morreu devido a uma explosão na província de Diyala, afirmou hoje o comando militar dos Estados Unidos no Iraque, que também informou sobre a detenção de pelo menos dez supostos rebeldes.

Segundo um comunicado do Exército, o militar morreu na quarta-feira devido a uma explosão causada por um terrorista suicida.

A nota não deu mais detalhes sobre o fato, mas antes fontes policiais iraquianas tinham afirmado que, em Diyala, um insurgente detonou um cinto de explosivos preso ao corpo durante uma operação das forças dos EUA.

Em outra nota, o Exército dos EUA afirmou que pelo menos dez supostos rebeldes foram detidos ontem em várias operações desenvolvidas em Bagdá e em Faluja, cerca de 50 quilômetros ao oeste da capital.

Além disso, fontes policiais e do Ministério da Defesa iraquiano indicaram que pelo menos um civil e um homem armado morreram hoje e outras três pessoas ficaram feridas em dois incidentes diferentes.

O civil morreu em Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, durante um ataque com bombas contra um posto de controle policial, que deixou também três feridos.

Na província de Zi Qar, no sul do Iraque, pelo menos um rebelde morreu em várias operações do Exército iraquiano, na qual cerca de 82 suspeitos foram detidos. EFE am/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.