Iraque retoma controle da Zona Verde de Bagdá

Uma nova legislação sobre a presença das forças dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha no Iraque entrou em vigor nesta quinta-feira. Com o fim do mandato das Nações Unidas, iniciado pouco depois da invasão do país em março de 2003, o Iraque agora assume um maior controle sobre sua própria segurança.

BBC Brasil |

Este é mais um marco em direção à recuperação da soberania plena.

Forças americanas e britânicas vão permanecer no país, mas com a autorização iraquiana, sob dois acordos bilaterais separados.

As forças iraquianas vão assumir a responsabilidade pela segurança na Zona Verde (Green Zone) na capital, Bagdá - a área fortificada que abriga o governo iraquiano, o quartel-general da coalizão e a maioria das embaixadas no país.

As forças estrangeiras também vão enfrentar novas regras.

Agora, os iraquianos têm o direito de processar soldados dos Estados Unidos por qualquer crime cometido quando fora de sua base ou de folga, embora ainda não esteja claro se a mesma norma se aplica às tropas britânicas.

Os detalhes do acordo bilateral britânico com o Iraque não foram divulgados.

Mas dois prisioneiros iraquianos detidos por forças britânicas na base aérea de Basra foram entregues a autoridades iraquianas, pois a Grã-Bretanha não tem mais o dirieto de retê-los depois que o mandato da ONU expirou à meia-noite de quarta-feira.

Os dois homens são suspeitos de envolvimento no assassinato de dois soldados britânicos em março de 2003, pouco depois da invasão do Iraque.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG