Iraque registrou 2.800 civis mortos em 2009

As mortes por atos de violência em dezembro somaram 367 no Iraque, o que faz a cifra de civis mortos em 2009 chegar a 2.800, o menor balanço já registrado desde a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003, segundo dados comunicados nesta sexta-feira pelas autoridades.

AFP |

De acordo com as cifras dos ministérios da Saúde, Interior e Defesa, 306 civis, 48 policiais e 13 soldados morreram em dezembro. Por outra parte, 46 insurgentes perderam a vida e 635 foram detidos.

O número de feridos no mesmo mês ficou em 1.288.

Segundo os dados, o número total de civis iraquianos mortos em 2009 é de 2.800, o que supõe que se trata do ano menos mortífero desde 2003, apesar dos atentados espetaculares cometidos desde agosto pelos insurgentes.

As cifras proporcionadas pelas autoridades são muito inferiores às da ONG independente "Iraq Body Count", cujo informe anual publicado na quinta informa a morte de 4.497 civis em 2009.

O ano de 2009 também foi para os soldados americanos o menos violento no Iraque, com 150 mortos, frente aos 314 de 2008 e 904 de 2007.

No total, 4.371 soldados americanos morreram desde a invasão de 2003, segundo um balanço da AFP elaborado a partir do site independente icasualties.org.

sf-mel/gk/at/it

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG