O governo iraquiano anunciou que pretende reconstruir a prisão de Abu Ghraib, fechada em 2006 após um escândalo de abuso de prisioneiros por parte de tropas americanas. Sem estabelecer uma data para a reabertura, um porta-voz iraquiano afirmou que já está formado o comitê que vai supervisionar a reconstrução.

Uma parte da prisão virará museu para mostrar os crimes cometidos sob o antigo regime de Saddam Hussein.

No entanto, nenhuma menção será feita à história mais recente de Abu Ghraib.

Para muitos, o simples nome se tornou um símbolo dos piores aspectos do envolvimento americano no Iraque.

Em 2004, fotos de soldados americanos com ar orgulhoso, submetendo prisioneiros iraquianos encapuzados, vieram a público, causando indignação.

Muitos detidos foram forçados a atos humilhantes e degradantes.

A prisão, a oeste de Bagdá, foi transferida para controle iraquiano e depois fechada em 2006.

Os Estados Unidos dizem ter feito esforços para melhorar as condições de suas outras prisões no Iraque.

Quase 20 mil pessoas ainda estão detidas sob responsabilidade dos Estados Unidos. Apenas uma fração foi condenada, ou simplesmente acusada, de qualquer crime.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.