Iraque reafirma detenção de líder da Al Qaeda

Bagdá - O ministro da Defesa iraquiano, Abdel Qadir al-Obeidi, reafirmou que o líder da Al Qaeda no Iraque, Abu Omar al-Baghdadi, se encontra detido, e negou que esteja em liberdade, como alega a organização terrorista.

EFE |

"O homem detido é Abu Omar al-Baghdadi", assegurou Obeidi, citado pelo jornal governamental "Al-Sabah", em resposta a um comunicado divulgado ontem no qual uma pessoa que se identificou como o próprio líder terrorista assegurou que se encontrava em liberdade.

No entanto, Obeidi não ofereceu mais detalhes e se limitou a explicar que nos próximos dias apresentará várias gravações que confirmam a identidade do detido.

A detenção do líder da Al Qaeda no Iraque, considerado o "emir" do conglomerado de grupos radicais conhecido como Estado Islâmico do Iraque, foi anunciada pela televisão iraquiana no dia 23 de abril.

Cinco dias depois, o porta-voz do plano de segurança em Bagdá, o general Qasem Atta, confirmou que Baghdadi se encontrava detido, depois da realização de testes de DNA.

Em um comunicado publicado ontem em uma página normalmente utilizada por grupos próximos à Al Qaeda, as informações do Governo iraquiano sobre sua detenção são parte de uma "obra teatral" escrita na "Casa Negra" (Washington).

Após o anúncio de sua detenção, o Executivo iraquiano distribuiu uma fotografia do suposto "emir", cuja autenticidade foi negada pelo grupo extremista.

Baghdadi se proclamou sucessor do jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, após sua morte em um bombardeio aéreo americano em 8 de junho de 2006, em uma aldeia situada ao nordeste de Bagdá.

A identidade de Baghdadi é objeto de polêmicas e alguns analistas inclusive asseguraram que não existe uma pessoa com esse nome, mas identifica várias individualmente ou um coletivo.

Leia mais sobre: Al Qaeda

    Leia tudo sobre: al-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG