Iraque planeja recuperar documentos do período Saddam Hussein

Por Aseel Kami BAGDÁ (Reuters) - O Iraque quer que os Estados Unidos ajudem a recuperar milhões de documentos do período de Saddam Hussein que foram levados pelas tropas norte-americanas ou roubados na confusão após a queda do ex-ditador em 2003, disseram autoridades nesta quarta-feira.

Reuters |

Os arquivos incluem documentos de inteligência sobre iraquianos mantidos pela temida polícia secreta de Saddam, informações sobre arsenais de armas, planos detalhados de massacres dos inimigos do regime e até mesmo fitas de músicas louvando Saddam, afirmaram autoridades.

Muitos documentos foram levados por autoridades dos EUA após a invasão enquanto eles buscavam evidência do inexistente programa de armas de destruição em massa iraquiano, a justificativa principal para a guerra, disseram autoridades de cultura em coletiva de imprensa.

Outros se perderam no caos nos primeiros meses após a invasão liderada pelos EUA que destituiu Saddam.

Taher al-Humoud, vice-ministro para Cultura, disse que o Iraque quer manter todos os documentos em um arquivo nacional que deverá ser aberto público.

"É relativo à soberania", ele disse. "Queremos usar todos os meios legais para recolocar os documentos nos lugares devidos... especialmente do lado norte-americano",

Autoridades na embaixada norte-americana em Bagdá não foram encontrados para comentar a informação.

"Ditadores documentam tudo, dos mais simples detalhes aos maiores eventos sobre as vidas dos cidadãos", disse Saad Eskander, diretor dos arquivos e bibliotecas nacional.

Ele disse acreditar que alguns documentos ainda estejam com a CIA.

"Esta administração é bem mais aberta que a de (George W.) Bush", disse Eskander. "Há grande esperança que o governo Obama cooperará conosco", acrescentou ele.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG