O primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, pediu nesta segunda-feira aos Estados Unidos um cronograma de retirada de suas tropas no Iraque, uma iniciativa apoiada pelo movimento do líder radical xiita Moqtada al-Sadr.

"A idéia é chegar um acordo sobre a retirada das tropas americanas, ou estabelecer um cronograma para a retirada", declarou Maliki em comunicado.

Esta é a primeira vez que o chefe do governo iraquiano evoca um cronograma de retirada da Força Multinacional, formada essencialmente por militares americanos, como exigem principalmente os movimentos de opsoição xiitas, entre os quais o de Sadr.

O líder radical anunciou imediatamente seu apoio ao pedido de retirada formulado pelo governo iraquiano.

"Defendemos qualquer progresso envolvendo a retirada das forças americanas do Iraque, que seja uma retirada total ou um cronograma de retirada, e apoiamos o governo para que possa obter esse resultado", declarou à AFP o porta-voz do movimento, Salah al-Obeidi.

"Tememos, no entanto, que essas negociações sejam uma manobra política dos americanos", frisou.

O primeiro-ministro iraquiano destacou que "a base do acordo será o respeito da soberania do Iraque".

bur/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.