Iraque: morrem mais três soldados americanos

Três soldados americanos morreram nesta segunda-feira vítimas de um morteiro disparado a leste de Bagdá, anunciou o Exército dos Estados Unidos em um comunicado.

AFP |

O ataque aconteceu por volta das 13H05 (10H05 GMT), segundo o texto, que não dá mais detalhes.

As forças americanas e iraquianas combatem há quase um mês os milicianos xiitas no bairro de Sadr City, na parte nordeste da capital, bastião do movimento sadrista.

Com as três mortes desta segunda-feira, já são 18 os soldados americanos mortos em Bagdá desde o início dos enfrentamentos, que começaram em 25 de março na cidade de Basra (sul).

O número de soldados americanos mortos no Iraque no mês de abril chega a 41. Desde a invasão americana, em 2003, um total de 4.053 soldados americanos foram mortos no Iraque, segundo uma contagem da AFP baseada em dados do site independente icasualties.org.

Violentos combates entre tropas americanas e milicianos xiitas continuavam nesta segunda-feira em Sadr City, enquanto as negociações entre o governo iraquiano e o líder radical xiita Moqtada Al-Sadr permanecem estagnadas.

Ao todo, 446 iraquianos, civis e milicianos, morreram desde o início dos confrontos, segundo balanço parcial da AFP calculado de acordo com fontes iraquianas e americanas.

Esses são os combates mais violentos desde 2004 entre o Exército de Mahdi, liderado por Moqtada Al-Sadr, e as tropas americanas.

jds/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG